Posts Tagged ‘Design’

h1

Links Utilitários para o Flickr

02/10/2008

Hoje tive o prazer de descobrir dois links interessantes para interagir com o Flickr. Para quem não conhece, o Flickr é uma comunidade de compartilhamento (no sentido de visualização, discussão, comentário e etc, e não de compartilhamento de direito de uso) e divulgação de fotografias/imagens. Vários sites oferecem sistemas que interagem com o Flickr, entre eles o mais famoso é o Big Huge Labs, mas hoje tive o prazer de conhecer mais dois. O primeiro por coincidência (estava pesquisando algo sem relação alguma com o Flickr), e outro através da grande amiga Van Magenta.

Vamos aos links (ou, mais links, rsss):

Tag Graph: Este sistema, construido utilizando o sistema Flex da Adobe, permite que você navegue nas imagens do Flickr de forma similar à uma Rede Neural. Você digita um usuário ou uma tag (etiqueta) e pode visualizar diversas fotos com esta etiqueta. Clicar na imagem abre outras etiquetas que abrirão outras imagens, em um caminho sem fim bastante interessante. Só tome cuidado, vicia.

MultiColr Search Lab: Este sistema permite que você escolha de uma até dez cores diferentes, e imediatamente o sistema lhe apresenta uma série de imagens do Flickr com os padrões cromáticos que você formula.

Divirtam-se, e comentem.

Anúncios
h1

Outobro: Adobe CS4 Suite

23/09/2008

A Adobe anunciou para outubro o lançamento de seu mais novo pacote de aplicativo, o Adobe CS4 Suite. Como sempre, existem pacotes para todos os gostos e áreas de atuação. Seja você designer básico, aplicado, web designer, produtos de vídeos e tudo mais, sempre há um pacote com os programas que você precisa.

Dentro dos programas com os quais tenho mais familiaridade, Illustrator e Photoshop, algumas novidades me deixaram bastante empolgado:

Adobe Photoshop CS4:

– Rotação do Canvas e Visualização: o movimento da tela e zoom ficaram mais fluídos, e a partir do momento em que você aproxima o suficiente para que os pixels da imagem fiquem bem visíveis o Photoshop automaticamente adiciona um grid mostrando a localização de cada pixel. Além disto, surge a possibilidade de se rotacionar a visão, o que ajuda muito quem trabalha com tablet para desenhar na tela (é como inclinar o papel de desenho para fazer com mais facilidade uma certa parte).

– Transformação Alerta ao Conteúdo: imagine poder alargar ou achatar uma imagem sem que certos elementos que existam nela sejam deformados. A tecnologia não é nova, e permite que o programa reconheça elementos na imagem (ou você indique ao programa estes elementos) e as transformações feitas na imagem não distorcem estes elementos. Imagine a foto de uma praia com surfistas, e você poder alargar o tamanho da praia simplesmente arrastando, e o software evitando que os surfistas sejam distorcidos também. Agora o Photoshop faz isto.

– Profundidade de Campo Extensiva: fotografe diversas imagens com pontos de foco e DoF diferentes, e o Photoshop combina todas em uma imagem com nitidez em todo o campo de visão.

– Melhorias diversas: melhorias na ferramenta Adobe Camera RAW, nas ferramentas de tratamento como Dodge e Burn, e também na interação com o Lightroom.

Adobe Illustrator CS4:

– Múltiplas Áreas de Trabalho: a impossibilidade de se fazer documentos com muitas páginas no Illustrator incomodou muita gente. Mas agora o Illustrator permite documentos com diversas áreas de trabalho, com tamanhos e características diferentes, de forma que podem ser exportadas ou impressas como documentos multi-páginas.

– Transparência no Gradiente: Assim como no Photoshop, agora é possível adicionar transparência diretamente no gradiente. Até a versão anterior era necessário se produzir o gradiente, e então configurar uma transparência sobre ele.

– Blob Brush Tool: Uma ferramenta de pincel que cria “manchas” de tinta na tela que são fundidas em um único objeto vetorial. Ótimo para quem utiliza tablets para desenhar e pintar no Illustrator.

– Melhoria na Ferramenta Gradiente: O gradiente é, agora, manipulação em seus elementos diretamente na área de trabalho.

– Melhorias na Cliping Mask: não ficaram muito claras as melhorias. Mas se o programa passar a considerar as cliping mask apenas por sua área visível (no que se refere a manipulação e alinhamento), e não pela soma da máscara + objeto, já será uma melhoria e tanto.

– Separation Preview: previsão da separação das cores, para evitar surpresas na impressão como overprints brancos e etc.

É isto aí. Agora é aguardas os primeiros reviews e ver as novidades. Tudo aliado ao fato de que, finalmente, a Adobe resolver tornar o Creative Suite totalmente compatível com a arquitetura 64bits, pode fazer com que o upgrade valha a pena para muita gente.